Entrevista à revista Valor Magazine (Semanário Sol)

A primeira empresa de condomínios online em Portugal

Criado há um ano, a Condomínio Online iniciou a sua atividade, sob a liderança de Márcio Lopes, que já tem 11 anos de experiência na área de gestão de condomínios. Quando começou, a perspetiva de administrar um condomínio totalmente online gerava dúvidas, mas atualmente é um serviço reconhecido no mercado, que gere 31 condomínios, focando-se nas áreas de administração, manutenção e limpeza dos espaços.

Quando criou a empresa, a necessidade de gestão online já se fazia sentir?

Existimos para simplificar todos os processos numa área conhecida por ser burocrática e antiga. Quando me iniciei nesta área, pensei logo em como é que a podia melhorar, responder melhor ao cliente e a empresa ganhar tempo. Há 10 anos, o conceito da Condomínio Online assustaria as pessoas e seria um fracasso, hoje é normal. Contudo, existe sempre a curiosidade para saber como trabalhamos, se existimos, como é que os emails são respondidos, como é que a central telefónica funciona ou se vamos dar assistência ao edifício.

Como se processa o início da relação com um novo condomínio?

O processo é bastante simples. Basta entrarem em contacto com a Condomínio Online, indicarem os serviços que pretendem e a morada completa do edifício e, em 48 horas, o cliente tem o orçamento no seu e-mail. Através da morada completa do edifício, conseguimos perceber as necessidades do mesmo, bem como os equipamentos que o edifício possui.

Quais as mais-valias que este serviço, sendo digital, aporta a quem o solicita?

As mais-valias existem para o cliente e para a empresa. Para o cliente, porque reduz custos com o serviço de administração de condomínios: não há papel, não há instalações, nem existe uma grande carga salarial com trabalhadores. Para a empresa, todos os processos são mais simples, mais autónomos e permite-nos ter melhor qualidade de vida, uma vez que trabalhamos através de casa ou de um espaço de coworking.

A inovação é constante, pela vossa parte, seja na tecnologia, nos recursos humanos ou na atualização dos meios disponíveis. Esse é um fator fundamental para já terem mais de 30 condomínios a vosso cargo?

Em apenas um ano deste conceito da Condomínio Online, o resultado tem sido largamente superado. Todos os meses têm estado a entrar clientes, prova de que a inovação e a ideia em que apostamos está a dar confiança aos clientes. Os números falam por si.

Que serviços disponibilizam?

Temos três serviços: administração, manutenção e limpeza. Relativamente à Covid-19, os nossos serviços não pararam, antes pelo contrário, foram reforçados. No caso específico das limpezas, reforçámos a periodicidade das mesmas, para limpar e desinfetar tudo. Elaborámos, ainda, planos de contingência de reposta a pandemia, algo que só se faz a nível de edifícios públicos e centros comerciais, mas nós aplicámos aos edifícios residenciais todos. Foram colocados avisos nos elevadores e foram também criados circuitos de entrada e saída dos edifícios.

Qual lhe parece que será a evolução deste tipo de serviços, tendo em conta a maior procura pelos serviços digitais em quase todas as áreas?

Coincidência ou fruto do trabalho, temos tido um aumento de procura. O conceito, do qual pareciam existir dúvidas no mercado há um ano, agora é o presente. A pandemia só veio reforçar e acelerar o nosso crescimento. Todo o género de serviços tem de existir de diversas maneiras, é assim que o mercado funciona. Tem de existir liberdade de escolha, contudo, o futuro somos nós.